Saudações Thelêmicas

Quem nos chama Thelemitas não irá cometer erro, se examinar a palavra de perto.

(Liber AL I:40)

Thelemitas nos chamamos. Mas como nos cumprimentamos? Em muitas sociedades, mesmo as não iniciáticas, é comum que haja uma série de“fórmulas” ou palavras de reconhecimento. Thelemitas não fogem a esta regra e possuem uma saudação baseada em nosso principal referencial, a chamada Lei de Thelema.

A saudação Thelêmica é o enunciado desta Lei: Faze o que tu queres será o todo da Lei. E a isto se responde: Amor é a lei, amor sob vontade. Quando na forma escrita observa-se que não se precisa colocar as frases entre aspas e que não existe vírgula entre o “queres” e o “será”. A conjugação dos verbos também é muito importante. Outra coisa a ser observada é que tanto “lei” quanto “vontade” estão em minúsculas na resposta. Isto é feito para seguir-se a recomendação dada no próprio Liber AL (I:54) mesmo coma tradução para o Português: “não mudes sequer o estilo de uma letra”.

Existem contudo algumas alternativas a esta saudação, as quais correspondem as equivalências destas frases:

  1. Pelo significado: a Lei é Thelema e portanto seu enunciado corresponde a esta palavra. Da mesma forma o Amor a que se refere é Ágape, o Amor Universal. Desta forma pode-se utilizar Thelema como cumprimento e Ágape como resposta.
  2. Em Português: as palavras “Thelema”e “Ágape” são provenientes do Grego e significam, respectivamente,“vontade” e “amor”. Assim o sendo, pode-se usar Vontade como saudação e responder-se com Amor.
  3. Forma abreviada: pode-se também abreviar os cumprimentos Thelema e Ágape, quando em correspondências,simplesmente por Th.·. e A·.· É importante reparar que os pequenos pontos que se seguem às letras formam, no primeiro caso, um triângulo voltado para cima e, no segundo, um triângulo voltado para baixo.
  4. Forma numérica: por correspondências gemátricas (numerologia cabalística), tem-se que o valor numérico da Lei de Thelema é 93 e que a resposta pode ser representada como 93, 93/93. Desta forma estas sequências numéricas podem ser utilizadas como saudações. Veja mais abaixo.

Alguns(mas) Thelemitas saúdam-se utilizando os pares Therion/Babalon e Hadit/Nuit, mas não são muitos os que assim o fazem. Esta saudação é retirada de um dos principais rituais Thelêmicos, o Rubi Estrela.

Outro tipo de saudação utilizada é o L-L-L-L-L, que são as iniciais de “Law, Liberty, Love, Life, Light” (“Lei, Liberdade,Amor, Vida, Luz”), conforme apresentadas no Liber CL. Estas simples palavras são preceitos básicos da vida de um Thelemita. São também cinco os L’s presentes na Lei de Thelema em seu original em Inglês: “Do what thou wilt shall be the whole of the Law” e “Love is the law, love under will”.

Os Membros da O.T.O. costumam, ao referir-se a outro membro de maneira formal, tratar-se por “Frater”ou “Soror”. Estes termos significam, em Latim, “irmão” e “irmã”, refletindo o caráter da Ordem como uma Fraternidade. No dia a dia, é mais comum usar-se a forma “irmão” e “irmã”.

O Que É 93?

“93!” É o cumprimento usual de um(a) Thelemita. Originalmente, saudava-se dizendo “Faze o que tu queres será o todo da Lei”, sendo que outro ou outra Thelemita iria responder “Amor é a lei, amor sob vontade.” Essas saudações são citações do Liber AL vel Legis, o Livro da Lei, capítulo I, versículos 40 e 57 respectivamente. Por praticidade abreviou-se isso tudo para 93 que é a Gematria de Thelema e Ágape como dita no texto.

Gematria é a teoria cabalística de que as palavras que possuam o mesmo valor numérico também possuem o mesmo valor energético ou espiritual; o mesmo significado místico. Assim, “93,93/93” é um axioma numérico das palavras Vontade (Thelema, em grego) e Amor (Ágape, em grego), assim temos que Thelema é Vontade e é Amor. Daí, “93,93/93”. Ou seja, “Vontade, Vontade/ Amor” ou ainda “Amor, Amor/Vontade”.

É usado normalmente no intuito de ser reconhecido por outr(a) Thelemita que eventualmente esteja lendo seu e-mail ou carta, assim como os maçons possuem sinais e códigos para se identificarem no meio da multidão, 93 é um dos sinais pelo qual Thelemitas se reconhecem.

Segundo Crowley, “a palavra da Lei é Thelema”. De acordo com a Gematria grega, essa palavra possui o seguinte valor:

Θελημα (Thelema)

Letra GregaSomNomeValor
ΘThTheta9
εéUpsilon5
λlLambda30
ηêEta8
μmMu10
αaAlpha1

Ainda conforme a Gematria Grega, para a palavra Ágape, temos:

Αγαπη (Ágape)

Letra GregaSomNomeValor
ΑAAlpha1
γgGamma3
αaAlpha1
πpPi80
ηêEta8

Então, o numero 93 significa,como já exposto, “Thelema” ou “Ágape”. Desta forma podem-se fazer as substituições:

  1. Faze o que tu queres será o todo da Lei =
    Thelema =
     93
  2. Amor é a lei, amor sob vontade =
    Ágape, Thelema/Ágape =
    93, 93/93