Project name:

Liber Resh vel Helios

Project description:

Este rito, criado por Aleister Crowley, descreve as quatro adorações solares executadas ao amanhecer, ao meio dia, ao por do Sol e à meia noite. Tanto quanto lembrar ao praticante regularmente suas aspirações, afeta a meditação subconsciente do ciclo de nascimento, crescimento, morte e putrefação. Além disso, simboliza pela jornada diária do Sol o ciclo das estações anuais, além de lembrar que o Sol está sempre presente, mesmo à noite, da mesma forma que o Sol interno jamais se apaga.

Crowley nos diz:

O objetivo desta prática é, em primeiro lugar, lembrar ao aspirante, a intervalos regulares, da Grande Obra; secundariamente, trazer à sua consciência sua relação pessoal com o centro de nosso sistema; em terceiro lugar, para estudantes avançados, fazer um contato mágico verdadeiro com a energia espiritual do Sol e assim trazer para si sua força (The Confessions of Aleister Crowley, p. 673)

Nunca negligencie as quádruplas Adorações ao Sol em suas quatro Estações, pois delas tu afirmas teu lugar na natureza e em suas Harmonias. (Liber CXI vel Aleph, o)

[…] todo estudante deve ter como ponto a saudação ao Sol (da forma recomendada no Liber Resh) quatro vezes ao dia. (Eight Lectures on Yoga: Yoga for Yellowbellies, I, 9)

Agora, há uma questão realmente importante. A única coisa além de O Livro da Lei, que está na vanguarda da batalha. Como eu disse ontem, a primeira coisa essencial é a dedicação de tudo o que se é e tudo o que se tem à Grande Obra, sem reservas de qualquer espécie. Isto deve ser mantido sempre em mente; a maneira de fazer isso é praticar Liber Resh vel Helios, sub figura CC, pp 425-426 -. Magick. Há uma outra versão destes Adorações, um pouco mais completas; mas aquelas no texto são bastante boas. O importante é não esquecer. Vou ter que te ensinar os sinais e gestos que vão com as palavras. (Magick Without Tears, Introdução, Carta nº A)

Particularmente útil contra o medo da morte é a execução pontual e vigorosa do Liber Resh. Medite ao sol em cada estação: seu caminho contínuo e perfeito: o círculo infinito. Essa fórmula no livro do Tarot é a mais valiosa. (Magick Without Tears, Capítulo LXIII)

Uma instrução pela adoração ao Sol quatro vezes ao dia, com o objetivo de compor a mente à meditação e à regularização das práticas. (Currículo da A∴A∴, Curso II, Liber CC. Resh vel Helios)

Na Árvore da Vida, o caminho da letra hebraica Resh (ר) é o 30º, chamado de A Inteligência Coletiva, um caminho de esclarecimento, que liga a visão do mecanismo do universo, Yesod, à visão do esplendor, Hod. Este caminho é ligado ao Sol e a divindades solares como Rá, Apolo ou Hélio.

As divindades mencionadas são:

  • Ra: O deus-sol com cabeça de falcão;
  • Tahuti (Toth): O deus do conhecimento, sabedoria e escrita.
  • Ra-Hoor: O deus patrono dos faraós, de cabeça de falcão.
  • Ahathoor (Hathor): Deusa com cabeça de vaca, do amor, música e dança.
  • Tum: O primeiro dos nove deuses egípcios primários.
  • Khephra: Forma de Ra como escaravelho, ligado ao nascimento e ao renascimento.

As Adorações mencionadas no texto podem ser as encontradas no Terceiro Capítulo do Livro da Lei:

Unidade máxima manifestada!
Eu adoro a força de Teu sopro,
Supremo e terrível Deus,
Que fazes os deuses e a morte
Tremerem diante de Ti:
Eu, eu te adoro!Aparece sobre o trono de Ra!
Abre os caminhos do Khu!
Ilumina os caminhos do Ka!
Os caminhos do Khabs atravessa
Para excitar-me ou apaziguar-me!
Aum! Que esse todo me preencha!

A luz é minha; seus raios consomem
A mim: Eu fiz uma porta secreta
Para dentro da Casa de Ra e Tum,
De Kephra e de Ahathoor.
Eu sou o teu Tebano, Ó Mentu,
O profeta Ankh-af-na-khonsu!
Por Bes-na-Maut no meu peito eu bato;
Pelo sábio Ta-Nech meu feitiço eu teço.
Mostra teu esplendor estrelado, Ó Nuit!
Convida-me à tua Casa para morar,
Ó alada serpente de luz, Hadit!
Habita comigo, Ra-Hoor-Khuit!

Os sinais requeridos são destinados aos membros da Astrum Argentum. Contudo, os que não são Iniciados desta Ordem podem ainda realizar o ritual, utilizando os seguintes sinais:

Sinais de Lux (06h00)

Sinal do Fogo (12h00)

Fogo - A Deusa Thoum-aesh-neith
A Deusa Thoum-aesh-neith

Sinal do Ar (18h00)

Ar - O Deus Shu
O Deus Shu

Sinal da Água (00h00)

Água - A Deusa Auramoth
A Deusa Auramoth

 


ico-Texto-Original Leia o texto original →                  ico-Texto-Traduzido Leia o texto traduzido

O.T.O. - Brasil

About O.T.O. - Brasil

Ordo Templi Orientis - Representação Brasileira