Perguntas Frequentes

Faze o que tu queres será o todo da Lei.

Esta é uma relação das perguntas mais comumente feitas a nossos Oficiais. Por favor, verifique se sua dúvida se encontra nesta relação. Caso não se encontre, navegue pelo site da O.T.O. — Brasil ou entre em contato conosco.

Amor é a lei, amor sob vontade.

A O.T.O. é norte americana?

Não. A Ordo Templi Orientis é uma Ordem internacional, governada por um Quartel General localizado em mais de um país. Os Estados Unidos possuem uma das cinco Grandes Lojas da Ordem, cada uma delas atuando de forma semi independente. Os países que não possuem uma Grande Loja, como o Brasil, respondem ao Quartel General Internacional, conhecido pela sigla IHQ, através dos Representantes do Frater Superior.

Para saber mais: Ordo Templi Orientis Internacional.

A O.T.O. é uma “Sociedade Secreta”?

Os detalhes sobre os graus iniciáticos e ritualísticos da O.T.O. são sigilosos, disponíveis apenas para seus iniciados, e a política interna da Ordem é preservar a privacidade do seu quadro de membros. No entanto, a O.T.O. está registrada como uma organização religiosa e sem fins lucrativos, além de informações acerca de seu trabalho público estarem abertas para qualquer interessado.

Para saber mais: O Sistema da O.T.O.

A O.T.O. é uma religião?

Não. A O.T.O. é uma organização filosófica e mágicka que trabalha de acordo com os princípios da Lei de Thelema, uma filosofia que pode ser considerada religiosa por aqueles que assim a vêem.

Para saber mais: O que é Thelema.

 

A Ordo Templi Orientis é satânica ou anti-cristã?

A O.T.O. não pretende ser satânica ou anti–cristã. Acreditamos que estas caracterizações não servem a nenhum propósito real em descrever o que somos ou nossa visão da humanidade. Ao invés de sermos anti–cristãos, preferimos ser pró Thelema: acreditamos nos ideais telêmicos de liberdade de auto expressão pessoal e religiosa, emancipação da superstição e da opressão social e no desenvolvimento de uma visão de mundo que suporte e encorage o antigo sonho de uma Irmandade Universal entre os seres humanos.

Para saber mais: O Que É Thelema, Introdução à O.T.O. e Introdução à E.G.C.

Aleister Crowley era um satanista?

Aleister Crowley foi um científico e sistemático explorador de práticas, técnicas e doutrinas religiosas. Como tal, ele experimentou exercícios devocionais à figura de “Satã”, tal como a Jeová, Jesus Cristo e a Virgem Maria, sem contar várias entidades do panteão egípcio e hindu. Crowley não cultuava um deus específico, uma vez que os considerava aspectos do Universo e de seu próprio Ser.

Para saber mais: Biografia de Aleister Crowley.

Aleister Crowley sacrificava crianças?

Não. Crowley nunca realizou ou defendeu sacrifício humano. Sua muito citada alusão ao “sacrifício de uma criança” (Magick em Teoria e Prática, Capítulo XII) trata–se de uma metáfora para uma prática específica de magia sexual, sem relações com danos a qualquer indivíduo. De todo modo, sacrifício humano é incompatível com os princípios de Thelema, constituindo uma violação ao direito de cada homem e mulher de viver como desejar.

Para saber mais: Biografia de Aleister Crowley e Magick – O Sistema Mágico Thelêmico.

Como a O.T.O. atua socialmente?

A O.T.O. não se envolve com movimentos sociais, ações de caridade, movimentos políticos ou qualquer ação semelhante. Acreditamos na melhoria da sociedade como um todo e trabalhamos por ela; contudo fazemos isso através do trabalho de aprimoramento do indivíduo em um sentido ético e de consciência, através do trabalho pessoal de cada um de nossos membros e não de forma coletiva.

Como entrar na O.T.O.?

Resumindo, o candidato deverá ser maior de idade (18 anos no Brasil), livre (sem nenhum impedimento legal e capaz de arcar com suas responsabilidades para com a Ordem) e de bons costumes (pelo que será avaliado por dois Irmãos da Ordem). Caso aprovado, será submetido a uma iniciação ao grau de Minerval (0°), realizada num Corpo Local oficial da Ordem por um Iniciador devidamente autorizado.

Para saber mais: Afiliação à O.T.O. e O Sistema da O.T.O.

Devo aceitar algum dogma específico para entrar na O.T.O.?

Caso decida adquirir a plena afiliação, será pedido que aceite o Livro da Lei como está escrito, sem desejar alterá–lo por adição, mudança ou subtração de suas partes. Entretanto não existem interpretações dogmáticas ou “oficiais” do Liber AL vel Legis e a interpretação deste depende, em sua maior parte, de cada um.

Para saber mais: Afiliação à O.T.O. e O Sistema da O.T.O.

E se for sua Verdadeira Vontade fazer alguma “coisa ruim”?

Este é um quebra–cabeça filosófico presente na filosofia de Thelema e, como tal, não pode ser resolvido facilmente ou superficialmente.

Alguns consideram que “Faze o que tu queres” é uma lei descritiva do funcionamento do Universo, e não uma regra normativa ou moral, do mesmo modo que existe diferença entre a velocidade da luz determinada pela natureza e o limite de velocidade de uma estrada. Deste modo, tendo alguém levado a cabo um ato que foi capaz de ser consumado, é evidente que ele esteve de acordo com leis naturais. Assim, “bem” e “mal” seriam questões estritamente particulares de ponto de vista, não existindo tal juízo de valores na mecânica do Universo.

Outro modo comum de se pensar a Lei é vê–la como uma meta a ser alcançada, e que é bastante possível agir contra sua Verdadeira Vontade — ou a de outros. Nesta ótica, se todos realizassem suas Verdadeiras Vontades, suas órbitas estariam harmonizadas com a das outras estrelas e não haveria atrito ou sofrimento. Já o não–conhecimento da própria Vontade representa um desalinhamento com a natureza e, portanto, um estado passível de causar ou receber sofrimento.

Uma visão não necessariamente invalida a outra. Além disso, cada Thelemita deve pensar a Lei de acordo com suas vivências pessoais dela.

Eu não gosto de algo no site, ou há algo faltando que devia estar lá. O que devo fazer sobre isso?

Para erros de digitação, gramática e correlatos, por favor, mande uma mensagem descrevendo seu problema ao webmaster. Tenha certeza de ter sinalizado em que URL (endereço completo que se encontra no navegador internet) da página encontrou o problema ou seu título e sessão específicos. Nosso webmaster não lidará com outros assuntos que não relativos ao próprio site.

Caso discorde de alguma informação apresentada no site, entre em contato com a Secretaria Nacional da Ordo Templi Orientis, informando a informação contestada, como acredita que deveria estar sendo apresentada e a página do site relativa a ela. A O.T.O. – Brasil irá analisar a contestação e, caso se julgue relevante, atualizar o site. A O.T.O. – Brasil se reserva ao direito de analisar toda contestação de acordo com seus próprios parâmetros, não sendo obrigada a publicar informações de cunho pessoal ou alterar quaisquer informações de acordo com preferências pessoais. Todas as informações contidas neste site são provenientes de documentação e/ou textos oficiais.

Eu posso manter uma doutrina que eu já tenha ao me unir a O.T.O.?

A O.T.O. não impõe restrições às crenças de seus membros, tampouco à afiliação em outras organizações que não infrinjam os direitos da O.T.O. Entretanto, espera–se que membros de altos graus evitem a participação em outros grupos, a fim de economizar tempo e energia que poderiam estar sendo direcionados às obrigações da O.T.O.

Eu preciso ser um membro da O.T.O. para participar da Missa Gnóstica?

Ser membro da O.T.O. não é um pré–requisito para se assistir à Missa Gnóstica na maioria dos Corpos Locais. Porém é necessário ser convidado de um membro da Ordem, uma vez que, no Brasil, não realizamos cerimônias públicas. A Missa Gnóstica costuma atuar como ponto de contato para aqueles interessados em conhecer mais a Ordem e suas práticas. Alguns Corpos Locais preferem que haja maior contato antes de convidar pessoas de fora para assistir à Missa Gnóstica. Também espera–se dos que vão assistir ao rito que participem da oferta eucaristia ao final da cerimônia. Encorajamos aos interessados em assistir à Missa Gnóstica que se familiarizem com o texto do ritual (Liber XV) antes de se decidirem.

Para saber mais: O Sistema da E.G.C.

Eu vou aprender Magick na O.T.O.?

O principal propósito da O.T.O. na Tríade do Homem da Terra é instruir o iniciado nos Mistérios da Natureza, e não fornecer nenhum ensinamento específico em algum sistema de Magia. Contudo, os rituais em si já são instruções significantes, úteis para a teoria e prática mágica do estudante sério. Os Corpos Locais da O.T.O. também fornecem instruções sobre temas que podem ajudar o estudante a entender o seu processo iniciático e desenvolver–se magickamente, tais como: meditação, mitologia, simbolismo, yoga, religiões comparadas etc.

Para saber mais: Magick – O Sistema Mágico Thelêmico.

O que é Thelema?

Resumindo, Thelema é uma filosofia místico–religiosa criada com o recebimento do Livro da Lei em 1904 e.v., por Aleister Crowley, no Cairo. A Lei de Thelema preconiza a chegada de um Novo Aeon (Era), baseado em duas máximas: “Faze o que tu queres será o todo da Lei” e “Amor é a lei, amor sob vontade”.

Para saber mais: Introdução a Thelema.

O que é um Thelemita?

O termo “Thelemita” pode estar sujeito a diferentes interpretações, mas, de forma geral, basta que se aceite o valor da revelação do Livro da Lei e se viva de acordo com seus princípios para ser considerado um Thelemita.

Não há necessidade de se unir a nenhuma organização em particular, tampouco a outros thelemitas e nem sequer seguir qualquer roteiro específico de estudo, meditação ou prática ritual. Thelema significa “Vontade”, portanto o conhecimento e prática da própria Vontade, não importando que sistema ou técnica se use para obtê–lo, enquadra–se no postulado pela Lei de Thelema.

Para saber mais: Introdução a Thelema e Magick – O Sistema Mágico Thelêmico.

O que eu ganho pagando minhas taxas?

As taxas são revestidas em serviços para os membros da Ordem, como por exemplo na forma de periódicos nacionais e internacionais. Além disso, as taxas locais ainda servem para manutenção dos serviços do Corpo Local (caso o membro seja filiado a algum), tais como Iniciações, instruções regulares, Missas Gnósticas, rituais diversos e encontros sociais.

O que significa 93?

As antigas linguagens Hebraica e Grega não tinham um sistema separado dos numerais, relacionando estes às letras de seus alfabetos. Desta forma, um valor numérico pode ser obtido de uma frase ou palavra em algum desses idiomas. O estudo desses valores e suas associações é chamada “Gematria”.

As Palavras gregas Θελημα (Thelema — Vontade) e Αγαπη (Agape — Amor) têm o valor de 93. Dessa maneira, o número 93 serve como uma forma concisa e simbólica de expressão da Lei: Vontade — “Faze o que tu queres será o todo da Lei” e Amor — “Amor é a lei, amor sob vontade”. Muitos thelemitas usam o 93 como saudação abreviada.

Os membros da Ordem praticam “magia negra”?

“Magia negra” é geralmente atribuída a gêneros de “feitiçaria” com intenção de causar o mal a outros seres. A concepção de magia negra na filosofia Thelema refere–se a qualquer ato mágicko que distancie o Aspirante de sua Verdadeira Vontade ou o faça ir contra ela. Do mesmo modo, também é aceito que a Verdadeira Vontade de um ser não é ir contra a Verdadeira Vontade de outro ser.

Para saber mais: Magick – O Sistema Mágico Thelemico.

Por que a O.T.O. cobra taxas?

Suporte financeiro é essencial para operar uma organização internacional, mesmo uma constituída por voluntários. Nossos registros financeiros estão abertos para os membros.

Por que estou vendo caracteres incomuns no meio de alguns textos?

Esse site se usa do sistema UTF-8 para exibir caracteres gregos e hebraicos em alguns textos. Por exemplo, a palavra “Thelema” em grego é Θελημα, e a letra Tzaddi em hebraico é צ. Caso o você esteja vendo caracteres estranhos pode ser que você precise configurar o seu navegador (Internet Explorer, Google Chrome, Safari, Firefox, etc.) para o reconhecimento automático de caracteres ou, se já estiver no automático e mesmo assim não apresentar os caracteres corretos, configurar manualmente para UTF-8.

Qual a diferença entre a O.T.O. e a M.·.M.·.M.·.?

A M.·.M.·.M.·. (Mysteria Mystica Maxima), foi originalmente estabelecida como a seção Britânica da O.T.O. sob a chefia de Crowley. Atualmente, M.·.M.·.M.·. representa a fase da O.T.O. que administra os graus iniciáticos preliminares, do 0° (Minerval) até o VII°.

Para saber mais: O Sistema da O.T.O.

Qual a orientação política da O.T.O.

A O.T.O. não possui nenhuma orientação política e é apartidária. A Ordem não se envolve, não apoia e não dá suporte a partidos políticos ou governos em nenhum nível e de forma alguma. Isso não impede que membros possam ter suas orientações políticas ou partidárias individuais e as exerçam em suas vidas particulares.

Qual a relação da Igreja Gnóstica Católica com a O.T.O.?

Ecclesia Gnostica Catholica (E.G.C.), ou Igreja Gnóstica Católica, foi incorporada na estrutura da O.T.O. em 1908 ev. Crowley escreveu em 1913 e.v. a Missa Gnóstica (Liber XV), que é considerada o principal rito externo da O.T.O. A E.G.C. aceitou formalmente a Lei de Thelema em 1920 ev, e é frequentemente descrita como sendo o braço religioso da O.T.O., disponibilizando para seus membros a possibilidade da experiência sacerdotal e eclesiástica.

Para saber mais: A História da E.G.C.

Qual a relação de Aleister Crowley com a O.T.O.?

Aleister Crowley foi admitido na O.T.O. em 1910 ev. Ele foi apontado Grão–Mestre Nacional X° para a Bretanha e a Irlanda em 1912, e assumiu a liderança internacional como O.H.O. (Outer Head of the Order — Cabeça Externa da Ordem) em 1922. Ele revisou os rituais e estruturas da Ordem, de modo a adequá–los à realidade da Lei de Thelema.

Para saber mais: A História da O.T.O. e Biografia de Aleister Crowley.

Qual a relação entre a O.T.O. e a Astrum Argentum (A.·.A.·.)?

Devido a muitos pioneiros Thelemitas terem sido membros tanto da O.T.O. quanto da Astrum Argentum (A.·.A.·.), há até hoje muita confusão histórica acerca da associação entre essas duas Ordens.

A Astrum Argentum foi fundada por Aleister Crowley e George Cecil Jones em 1907, em cima da estrutura da Ordem Hermética da Aurora Dourada (Golden Dawn), com o objetivo da promulgação da Lei de Thelema. Apesar de até hoje muitos membros da O.T.O. também serem da A.·.A.·., isto reflete uma opção pessoal do Iniciado em procurar sistemas que dialogam, e não uma dependência entre os sistemas das Ordens, que se tratam de estruturas diferentes. Graus na A.·.A.·. não garantem graus na O.T.O., e nem vice–versa.

Para saber mais: O Sistema da O.T.O.

Qual a relação entre a O.T.O. e as Ordens Rosacruzes?

Ainda que a simbologia da rosa desabrochando sobre a cruz seja utilizada dentro da O.T.O. e que, em termos históricos, exista relação entre a O.T.O. e duas das maiores organizações rosacruzes pela proximidade entre os fundadores dessas organizações e a O.T.O., não existem quaisquer ligações filosófica, estrutural ou administrativa entre a O.T.O. e qualquer organização rosacruz.

Para saber mais: A História da O.T.O.

Qual a relação entre a O.T.O. e as outras organizações thelêmicas?

A Ordo Templi Orientis acredita plenamente na liberdade de todo ser humano em seguir a Lei de Thelema e reunir–se em grupos com sua proposta particular de viver e trabalhar a Lei. Contudo, acredita também que essa liberdade deve ser levada de forma séria, responsável e independente. Dessa forma, a O.T.O. não interfere, julga ou compatibiliza seus Graus Iniciáticos com nenhuma outra organização thelêmica. Por outro lado, reserva–se ao direito de também manter seu próprio trabalho independente desses grupos, não aceitando qualquer tipo de interferência por parte dos mesmos.

Para saber mais: A Sucessão Após Crowley.

Qual a relação entre a Ordo Templi Orientis e a Wicca?

A O.T.O. não é uma organização pagã ou Wiccan. No entanto, sua filosofia não é incompatível com essas duas linhas. Gerald Gardner, que é aceito como o criador da Wicca, foi profundamente influenciado pelo trabalho de Crowley e foi um iniciado na O.T.O. Alguns membros da O.T.O., inclusive, consideram–se Wiccans.

Para saber mais: A Sucessão Após Crowley.

Quão antiga é a O.T.O.?

Por tradição, a O.T.O. remonta sua origem espiritual à fundação da Ordem dos Cavaleiros Templários em 1108 e.v. Historicamente, seus antecedentes imediatos (de acordo com Aleister Crowley) foram as Ordens Rosacruzes do século 18 e.v. As conferências iniciais que levaram de fato à formação da O.T.O. como uma organização moderna se deram em 1859 e.v. na Europa. Tais encontros levaram ao lançamento do “Oriflamme”, um jornal que viria a se tornar o jornal oficial da O.T.O. em 1902 e.v.. A Constituição da O.T.O. foi publicada em 1906 e.v., e seu manifesto foi primeiramente distribuído nos EUA em 1919 e.v.

Para saber mais: A História da O.T.O.

 

Sou ateu. Posso entrar na O.T.O.?

Muitos membros da O.T.O. são ateus, vários deles inclusive atuando como membros da E.G.C. A O.T.O. não professa nenhuma religião específica — ainda que muitos membros entendam Thelema de forma religiosa — ou requer que seus membros o façam, aceitando igualmente qualquer pensamento religioso ou ateísta. Em Thelema, divindades são vistas primariamente como símbolos a serem interpretados de acordo com o entendimento pessoal de cada um, seja como divindades externas à pessoa ou arquétipos psicológocos.

Para saber mais: Introdução a Thelema e Panteão Thelemico.