Afiliação à O.T.O.

Como se afiliar à Ordo Templi Orientis

O Pendurado, Atu XII do Tarô de Toth
O Pendurado, Atu XII do Tarô de Toth

Segundo as regras da Constituição da Ordo Templi Orientis, tornar–se um membro da Ordem é um direito concedido a todo homem e mulher livre que sejam:

  • Maiores de idade: de acordo com a legislação vigente em cada país, sendo 18 anos no Brasil;
  • Livres: em condições médicas, legais, psicológicas e financeiras de assumir compromissos e cumprir com suas responsabilidades; e
  • De boa conduta: ou seja, o candidato à admissão passará por um período de avaliação com dois membros (Grau I° ou maior) da Ordo Templi Orientis, a fim de que eles possam atestar a idoneidade do candidato e então assumir responsabilidade por ele como seus Padrinhos.

Todo aquele que desejar se tornar um membro da Ordo Templi Orientis deve contatar o mais próximo Corpo Local da Ordem para requerer afiliação. Deverá, então, seguir as instruções passadas pela Secretaria do Corpo Local e, após ser aceito por dois Padrinhos (depois de um período de conhecimento mútuo) e pagar as taxas devidas, passar por uma cerimônia de Iniciação conduzida em um Corpo Local oficial da Ordem por um Iniciador devidamente patenteado. Esta cerimônia jamais é realizada fora destas condições ou sem a presença do candidato. Ao iniciar–se pela primeira vez na Ordem, o candidato recebe o título de Minerval, correspondente ao  Grau 0°, iniciando sua jornada dentro da O.T.O.

Esta é a única forma de se tornar um membro iniciado da Ordo Templi Orientis. A O.T.O. não realiza troca de patentes ou possui correspondência de Graus com nenhuma outra organização de qualquer tipo.