Sobre Iniciações

Eu vou estar me juntando a um culto ou seita?

Não. Ainda que a definição de “culto” ou “seita” seja a de um grupo de pessoas que compartilham crenças similares ou práticas religiosas, entendemos o sentido desta pergunta. Há uma série de práticas que definem a noção comum de “culto” ou “seita”:

1) Lavagem cerebral. Não utilizamos quaisquer tipos de técnica de controle mental sobre candidatos ou membros, nem procuramos influenciar de forma alguma sua vontade ou forma de pensar. Não praticamos amizades forçadas, privação de sono, limitação de dietas ou qualquer outra forma de coerção física ou psicológica para que alguém se entregue a qualquer sistema de crenças ou práticas. Inclusive, este tipo de comportamento é totalmente contrário aos preceitos de Thelema. Impedimento de saída. Tal como todo candidato é livre para desistir da Iniciação, todo membro é livre para deixar a Ordem quando assim o desejar.
2) Isolamento. Não afastamos ninguém, direta ou indiretamente, de suas famílias, amigos, trabalho, grupos sociais ou qualquer outra associação. Pelo contrário, acreditamos que os membros não devem se restringir socialmente ao contato com seus irmãos e irmãs e que devem viver a vida plenamente tanto dentro quanto fora de nossos grupos. O convívio social e intelectual plenos com outras pessoas, modos de pensar e de agir é essencial a crescimento de qualquer pessoa.
3) Manipulação financeira. Ainda que em nossa Constituição mencione-se que os membros de Graus mais altos devam abrir mão de suas posses e propriedades à Ordem, na realidade isso não é mais praticado há muitos anos. De nenhum membro, independente de Grau ou posição financeira ou social, é esperado abrir mão de suas posses ou propriedades. Da mesma forma, nenhum membro é coagido a doações de qualquer natureza.
4) Líderes carismáticos. Ainda que a O.T.O. tenha seus líderes, estes não são “carismáticos” ou considerados “infalíveis”. Na Ordem não há culto a personalidades (nem mesmo à de Aleister Crowley). A O.T.O. não é baseada em nenhum indivíduo.
5) Controle de comportamento. Nenhum membro da O.T.O. possui autoridade ou autorização para dizer a outro membro como deve viver sua vida, do que deve gostar ou não ou como deva comportar-se em sua vida privada. Os membros da O.T.O. não são policiados de forma alguma.
6) Proibição a questionamentos. Acreditamos ser um direito inalienável de todo indivíduo o pensamento independente. Promovemos o pensamento crítico e nenhum questionamento é proibido. Mesmo que seja em relação à própria Ordem e suas lideranças.

Devo aceitar algum dogma específico para entrar na O.T.O.?

Caso decida se iniciar, será pedido que aceite o Livro da Lei como está escrito, sem desejar alterá–lo por adição, mudança ou subtração de suas partes. Entretanto não existem interpretações dogmáticas ou “oficiais” do Liber AL vel Legis e a interpretação deste depende, em sua maior parte, de cada um.

Eu posso manter uma doutrina que eu já tenha ao me unir a O.T.O.?

A O.T.O. não impõe restrições às crenças de seus membros, tampouco à afiliação em outras organizações que não infrinjam os direitos da O.T.O. Entretanto, espera–se que membros de altos graus ou oficiais administrativos evitem a participação administrativa em outros grupos, a fim de economizar tempo e energia que poderiam estar sendo direcionados às obrigações da O.T.O., ainda que não seja obrigatório o afastamento das mesmas.

Sou membro de outra associação. Tenho de sair dela?

Não. Os membros da O.T.O. são livres para participarem de qualquer organização, ordem, fraternidade, irmandade, igreja ou associação que desejarem, iniciática ou não. Isso vale para associações já existentes ou para membros da Ordem que desejem se unir a outros grupos.
Apenas tenha em mente que pertencer a um número muito grande de associações pode ser bastante complicado e não permitir que se tenha um verdadeiro proveito de todas.
A única restrição que se faz quanto a isso é que um membro que tenha cargos oficiais em outra organização não pode assumir qualquer cargo oficial dentro da O.T.O. Cargos oficiais na O.T.O. não são posições de privilégio e sim de serviço. Ser um Oficial da Ordem requer muita dedicação e isso não seria possível quando o membro precisa dedicar-se também a outro grupo.
Considere também que, ainda que não seja proibido, ser membro da O.T.O. e ao mesmo tempo participar de um grupo que tenha uma postura anti-O.T.O. é uma posição um tanto quanto contraditória.

Sou ateu. Posso entrar na O.T.O.?

Muitos membros da O.T.O. são ateus, vários deles inclusive atuando como membros da E.G.C. A O.T.O. não professa nenhuma religião específica — ainda que muitos membros entendam Thelema de forma religiosa — ou requer que seus membros o façam, aceitando igualmente qualquer pensamento religioso ou ateísta. Em Thelema, divindades são vistas primariamente como símbolos a serem interpretados de acordo com o entendimento pessoal de cada um, seja como divindades externas à pessoa ou arquétipos psicológocos.

Vou ter de cultuar Aleister Crowley ou copiar sua forma de agir?

De forma alguma. Na O.T.O. não temos cultos a personalidades, vivas ou mortas, nem acreditamos que Aleister Crowley fosse algum tipo de figura divina a ser cultuada. Ele era um homem, com suas falhas e seus acertos. Também não acreditamos que o caminho espiritual thelêmico deva ser uma cópia do caminho de Crowley. O que ele fazia era sua forma pessoal de agir e pensar. Acreditamos que cada um deva descobrir e seguir seu próprio caminho individual e única.

O que é uma Iniciação?

Normalmente, a ideia de Iniciação corresponde a um principiar ou a uma introdução. Na O.T.O. é uma cerimônia física presencial que serve a vários objetivos. No Grau de Minerval (0º) ela introduz o candidato, através de um psicodrama, isto é uma alegoria simbólica dramatizada, aos mistérios de Thelema.

Por que eu iria querer ser iniciado?

Não há uma resposta única ou mesmo uma resposta certa para isso. Cada um deve buscar em si o motivo pelo qual deseja iniciar-se e porque deseja iniciar-se à O.T.O. Contudo, algumas das razões mais comuns são:

1) Ter uma noção do que são os Mistérios de Thlema de uma forma direta, sem necessariamente formar um laço com a Ordem (visto que o Minerval não estabelece ainda um elo permanente com a O.T.O.).
2) Para se tornar um membro da Ordem e/ou do Corpo Local.
3) Para participar da Missa Gnóstica como um oficiante.
4) Buscar um nível mais profundo de camaradagem com os membros da comunidade.
5) Tornar-se um Iniciado de nossos Mistérios.
6) Buscar uma vivência real dentro de uma comunidade Thelêmica.
7) Buscar maiores conhecimentos sobre ocultismo em geral e Thelema em particular.

Lembramos que para estudar Thelema, ocultismo, magia em geral ou Thelêmica em particular não é obrigatório ou mesmo necessário ser um Iniciado, ou mesmo um membro da O.T.O. Iniciar-se à Ordem significa que você está buscando um caminho específico de trabalho e espiritualidade, que não é o único.
Então, antes de decidir-se pela afiliação e iniciação à O.T.O. procure conhecer esse caminho e essa proposta de trabalho. Entre em contato com o Corpo Local, participe de seus eventos abertos e converse com os membros. E então, pergunte a si mesmo quais os seus motivos para tanto. Todo motivo é válido, mas você deve conhecer o seu.

Como eu consigo dois padrinhos?

Antes de ser Iniciado você deverá desenvolver algum tipo de contato com pelo menos dois membros que estejam aptos a atuar como seus Padrinhos. O Corpo Local realiza rotineiramente eventos abertos a não iniciados nos quais você poderá encontrar-se pessoalmente com os membros, apresentar-se e travar conhecimento. É importante ter em mente que o contato entre candidato e membros não deve ser invasivo por nenhuma das partes.
Tendo travado esse contato, pergunte ao membro se ele pode e deseja apadrinha-lo. Lembre-se que nenhum membro elegível ao apadrinhaento é obrigado a aceitar assinar como Padrinho o formulário de um candidato. Esta é uma responsabilidade muito grande assumida pelo membro e ele deve ter seus motivos para não assinar. Normalmente, estes motivos são comunicados ao candidato. Mas, se um membro não quiser ou não puder assinar o formulário, isso não é impedimento para que se peça o apadrinhamento a outro membro.

Devo esperar uma Iniciação ser marcada para entregar meus formulários?

Não. Os formulários de aplicação devem ser entregues com antecedência mínima de dois meses da Iniciação marcada. A validade dos formulários é de um ano de forma que o melhor procedimento é entrega-los à Secretaria assim que estiverem preenchidos e assinados.

Uma vez entregues os formulários, o que devo esperar?

No momento certo, a Secretaria enviará um comunicado — normalmente por e-mail — informando todo o procedimento a ser tomado, endereço do local da cerimônia e demais detalhes necessários. Tenha paciência.

Por que a O.T.O. cobra taxas?

Suporte financeiro é essencial para operar uma organização internacional, mesmo uma constituída por voluntários. Nossos registros financeiros estão abertos para os membros.

O que eu ganho pagando minhas taxas?

As taxas são revestidas em serviços para os membros da Ordem, como por exemplo na forma de periódicos nacionais e internacionais. Além disso, as taxas locais ainda servem para manutenção dos serviços do Corpo Local (caso o membro seja filiado a algum), tais como Iniciações, instruções regulares, Missas Gnósticas, rituais diversos e encontros sociais.

Devo pagar as taxas quando entregar os formulários?

As taxas locais devem ser pagas quando a Tesouraria entrar em contato, após o Rito ser marcado. A taxa internacional, correspondente à anuidade, deve ser paga no dia da Iniciação.

Posso parcelar os pagamentos ou usar cartão de crédito?

Não. Não trabalhamos com qualquer forma de pagamento eletrônico das taxas de Iniciação nem parcelamos os valores, que não são altos. O que sugerimos é que, uma vez que, uma vez que há um período mínimo de dois meses entre a entrega dos formulários e a Iniciação, o candidato faça uma reserva paulatina dos valores.

Caso eu desista da Iniciação, os valores são devolvidos?

Não. Não fazemos devolução dos valores pagos. Por isso, recomendamos que tenha bastante certeza de que realmente deseja se iniciar.

E se eu não quiser mais me iniciar?

Não há problema algum. Você é livre para tomar suas decisões e estas serão acatadas pelo Corpo Local. Apenas pedimos que comunique sua desistência com alguma antecedência à nossa Secretaria para que possamos organizar melhor a cerimônia.

O que eu devo levar para a minha Iniciação?

Para o Grau de Minerval, não é necessário levar nada além dos valores das taxas. Em alguns Corpos Locais dado o horário das Iniciações, é comum os membros convidarem os recém-iniciador a pernoitarem no local ou proximidades. Nestes casos, pode ser aconselhável levar mudas de roupa e material de higiene pessoal, caso se decida pelo pernoite.

O que eu não devo levar para a minha Iniciação?

A posse de droga ilícitas ou armas (de fogo ou “brancas”) é proibidas em todo evento da O.T.O., inclusive as Iniciações. Levar drogas ilícitas ou armas à cerimônia irá resultar em expulsão do local e consequente impedimento à Iniciação.
Evite também levar bebidas alcoólicas. Embriaguez, ou qualquer tipo de estado mental alterado, é motivo para a não realização da Iniciação.

Preciso vestir alguma roupa especial?

Por uma simples questão de costumes, pedimos aos candidatos que usem roupas escuras. Entretanto, isto não é obrigatório e você pode vestir-se como quiser.
Recomendamos apenas que use roupas confortáveis e práticas. As cerimônias podem ser longas e roupas apertadas ou restritivas podem se tornar incômodas.

Sou portador de uma doença / cadeirante / visualmente impedido / cardíaco / etc. Ainda posso me Iniciar?

No formulário de aplicação há um espaço para doenças pré existentes que deve ser preenchido. Desde condições como diabetes ou pressão alta a cardiopatias ou impedimentos físicos, ou condições mentais como ansiedade, síndrome do pânico ou claustrofobia, devem ser informados para a segurança do candidato e do Corpo Local. Não tenha vergonha, você não será julgado por isso e seus formulários são confidenciais.
Lembre-se: o Corpo Local não pode se responsabilizar por quaisquer problemas advindos de sua condição de saúde se não formos previamente avisados.

Vou ter de matar um bode ou qualquer coisa do tipo?

De forma geral, dentro da O.T.O. você não será coagido a fazer nada contra a sua vontade. Isso vale também para as Iniciações. Também podemos dizer que nenhuma das Iniciações da O.T.O. envolve sacrifícios animais, ainda que não condenemos a prática.
De qualquer forma, podemos deixar avisado que para alguns candidatos a cerimônia de Iniciação pode ser uma experiência muito intensa. O rito foi criado para ser desafiador, mas jamais doloroso ou degradante. Pelo contrário, seu objetivo é instruir, iluminar, receber e aprimorar as vidas dos candidatos.

Como devo me preparar para a Iniciação?

Não há uma resposta única ou certa para isso. Cada um irá se preparar da forma que julgar mais conveniente para si. De forma geral, recomenda-se que a pessoa faça meditações por um algum tempo antes do dia do rito, da forma que mais achar adequadas. Caso o candidato conheça alguma forma de banimento, realizá-lo uma ou duas vezes por dia durante esse período é também recomendável.
Mas, caso não queira fazer nada disso, lembre-se: são recomendações, não regras.

O que significa “Minerval”?

Resumidamente, um Minerval é um Buscador da Sabedoria, da Verdade ou da Luz (ou de todas as três). A palavra é derivada do nome da deusa romana Minerva, equivamente à Athena grega, a deusa da sabedoria. Minerva também é considerada como uma deusa dos guerreiros, da poesia, da medicina, do comércio, das artes e a inventora da música. Há outros fatores, que são explicados depois que se entra na Ordem.

Disseram-me que o Minerval é um “hóspede da Ordem”. Isso significa que não serei um membro de verdade?

O Grau de Minerval é um Grau Iniciático no qual o candidato é considerado um “hóspede honrado” da O.T.O. e não um membro pleno. Este grau vida permitir ao candidato decidir, através da vivência direta dentro da Ordem, se deseja ou não se tornar um membro pleno, isto é alguém que forjou entre si e a Ordem um laço inquebrável, o que ocorre na Iniciação do Iº Grau. É uma oportunidade de conhecer a O.T.O. por dentro, seu dia a dia, seu trabalho e as pessoas que estão lá. E também uma chance de ser conhecido de forma mais profunda pelos membros que poderão um dia serem seus Padrinhos para o Iº Grau.
De forma prática, Minervais participam de todas as atividades da Ordem (que não sejam cerimônias de Iniciação de Graus mais altos que o seu), suas instruções, encontros, ritos, etc. Não é feita muita distinção, no dia a dia, entre Minervais ou membros de qualquer outro Grau. Contudo, não podem assumir cargos oficiais dentro da Ordem ou serem noviços como Sacerdotes, Sacerdotisas ou Diáconos.

Tenho outras perguntas!

Em caso de quaisquer dúvidas ou questionamentos não exite em falar conosco. Entre em contato ou nos procure durante nossos eventos abertos. Ficaremos felizes em conversar.